Que o brasileiro é fã de café, isso não é novidade para ninguém!

Mas, o que ninguém esperava era que, em 2020, a exportação de café do ES colheria bons resultados, apesar da crise provocada pela Covid-19.  

Em 2020, o Espírito Santo bateu o recorde de exportação do café conilon e também alcançou o maior volume de exportação de café solúvel. 

De acordo com o relatório do Centro do Comércio de Café de Vitória (CCCV), entre janeiro e novembro do ano passado, foram exportadas 4,4 milhões de sacas de conilon e cerca de 350 mil sacas de café solúvel. 

Mas você pode estar se perguntando: como que, em um ano de pandemia, o agronegócio do ES conseguiu gerar bons resultados?

Entenda aqui! 

 

Ambiente favorável para exportação do café

O Espírito Santo já alcançou recordes de exportação de conilon outras vezes. 

A última vez foi em 2015 e os três principais compradores do Estado do ano foram a Bélgica, o México e os Estados Unidos. 

Já o café solúvel teve a última melhor marca de exportação, há 15 anos, para os seus dois principais mercados consumidores: Indonésia e Estados Unidos. 

Segundo o relatório gerado pela CCCV, o café conilon está mais competitivo do que o robusto produzido no Vietnã, o que acarreta na exportação em maior volume. 

Outros fatores como a valorização do dólar e o aumento do consumo do café em casa devido à pandemia também foram fatores relevantes para o recorde em exportação. 

No caso do café solúvel, o CCCV aponta que a tradição industrial capixaba e a credibilidade do mercado do ES junto aos clientes do exterior foram fortes contribuintes para esse crescimento. 

 

Aspectos positivos para o Estado

Como podemos ver, o desempenho do agronegócio capixaba representou muito para a cafeicultura capixaba, se tornando mais lucrativo do que a produção do café cru. 

A exportação de solúvel tem a oportunidade de abrir mercados para o Brasil com países de baixo consumo de café, como a China, país tradicional consumidor de chá. 

Além disso, a geração de empregos foi bem maior, devido à realização de mais uma etapa do processo evolutivo em terras brasileiras. 

 

Você sabia que Jaguaré é a capital no Espírito Santo? Veja mais informações!