Um imóvel bem iluminado tem um grande potencial de valorização, tanto pensando no senso estético, quanto em caso de revenda ou aluguel.

A melhor iluminação dos corredores, do jardim, dos cômodos e outros, além de tudo isso, ainda pode ser proveitosa e trazer ares de mais conforto e bem-estar. 

Mas, afinal, como investir em uma boa iluminação e como essa valorização acontece na prática?

É o que vamos ver no post de hoje!

Acompanhe!

As vantagens de uma boa iluminação

Antes de partirmos para a parte mais prática, é essencial entender todos os benefícios que uma boa iluminação traz para a casa e também para o lote em que ela está localizada. 

A primeira vantagem é que, com as luzes e posições corretas, você conta com possibilidades infinitas de criar e destacar um ambiente. 

Dependendo da direção em que você coloca uma luminária ou um abajur, por exemplo, você pode valorizar esteticamente os espaços do seu “lar doce lar”, criando atmosferas acolhedoras, elegantes e atraentes, que realmente agregam valor ao empreendimento.

Além disso, uma iluminação satisfatória pode melhorar o conforto visual dos cômodos, reduzindo o cansaço ocular e proporcionando uma experiência mais agradável, em especial 

no mundo ultraconectado como o que vivemos. 

Em terceiro lugar, iluminar da forma certa promove, ainda, mais segurança e funcionalidade aos ambientes, principalmente em áreas de circulação, escadas, entradas e garagem. 

Já imaginou ter que estacionar o seu carro no escuro? Não dá, né? 

A quarta e última vantagem de uma boa iluminação é que, através dela, você pode, inclusive, fazer bem para a natureza e o meio ambiente. 

Com tecnologias de iluminação sustentáveis, como as lâmpadas de LEDs e sistemas de automação, você não apenas pode reduzir os custos na conta de luz, mas também contribuir para a sustentabilidade da sua casa própria.

Como dispor as luzes de acordo com cada cômodo e valorizar o seu imóvel

Agora sim, vamos colocar a “mão na massa” e partir para o passo a passo de uma boa iluminação, segundo cada cômodo do seu imóvel. 

Cozinha de casa. Imagem ilustrativa para post sobre iluminação de imóvel.

Cozinha

Visando um melhor aproveitamento do espaço e com que você enxergue bem os alimentos na hora de cortar, cozinhar, assar ou fritar algo, a iluminação da cozinha deve ser segura e funcional. 

No teto, você pode usar luminárias embutidas para garantir uma iluminação direta e eficaz para todo o cômodo. Caso a cozinha possua mais de um espaço e um seja utilizado para lavanderia, por exemplo, use, no mínimo, duas delas. 

Sob os armários suspensos, a dica é instalar fitas de LED para iluminar as bancadas de forma uniforme e eliminar sombras indesejadas. 

Se achar que vale a pena, você pode colocar luzes avulsas em áreas específicas, como nichos ou prateleiras, para maior destaque do que há por lá, ainda que somente objetos de decoração.  

De igual maneira, a luz natural não pode ser esquecida – aliás, vale para todos os cômodos – e o ideal é que a cozinha tenha janelas grandes para que a fumaça e o cheiro de gordura saiam por elas. 

Saiba mais sobre o tema: Iluminação adequada para cozinha: veja a ideal 

Banheiro de casa. Imagem ilustrativa para post sobre iluminação de imóvel.

Banheiro 

No banheiro, você pode colocar plafons ou lâmpadas duplas no centro do cômodo para, então, garantir uma iluminação geral e uniforme.

No espelho, aposte em luminárias ou arandelas na altura do rosto para garantir que tarefas como barbear, maquiar, escovar os dentes e cuidar da pele sejam cumpridas em um ambiente iluminado e saiam como o planejado, sem maiores acidentes.

Há quem também goste de colocar iluminação na área do chuveiro, por meio de luminárias embutidas no teto ou à prova d’água. 

O intuito é garantir segurança e visibilidade durante o banho, especialmente durante a noite. Algumas das luzes podem vir no próprio chuveiro – a gente duvida que você ainda não tenha visto nenhum vídeo do chuveiro de LED por aí!

Se esse for o seu caso, vale investir!

Tem mais desse assunto por aqui: Como decorar banheiro: 5 dicas para aproveitar melhor o espaço

Abajur em quarto. Imagem ilustrativa para post sobre iluminação de imóvel.

Quarto 

A iluminação do quarto não pode ser muito forte, afinal, estamos falando de um ambiente que é feito para descansar e relaxar. 

Por isso, opte por luminárias de teto com difusores para criar uma iluminação geral suave e relaxante em todo o quarto, evitando pontos de luz intensos que possam causar desconforto visual.

Caso sinta necessidade de uma iluminação maior, para ler na cama, por exemplo, a dica é o bom e velho abajur, de preferência ao lado do móvel. 

Como na cozinha, lembre-se de aproveitar ao máximo a luz natural durante o dia, mantendo cortinas ou persianas abertas para permitir a entrada da luz solar. 

Não perca esse conteúdo: 5 dicas para a decoração do quarto do seu filho 

Sala de casa. Imagem ilustrativa para post sobre iluminação de imóvel.

Sala de estar

Seja para curtir com a família e os amigos, assistir TV ou fazer uma refeição, talvez a sala de estar seja o cômodo que, de todos, é o que deve estar melhor iluminado. 

Para ela, vale considerar lâmpadas com a maior quantidade de watts, que devem ser colocadas no meio do cômodo. Aqui, o pensamento é o mesmo que o da cozinha, e o uso de duas delas pode ser necessário dependendo do espaço disponível. 

Para chegar até a sala, pode ser que na sua casa exista um corredor antes também. Se este for o caso da sua, instale uma lâmpada somente para ele.

Por fim, realce elementos decorativos, como quadros, esculturas ou prateleiras, por meio de spots direcionados ou pendentes, uma super tendência que conquistou ainda mais adeptos de uns anos para cá. 

Eles são capazes de criar pontos focais interessantes e destacar a personalidade e a decoração do cômodo.

De igual maneira, luminárias de chão ajustáveis ou luminárias de mesa são boas opções para fornecer luz direta e concentrada onde é necessário, sem ofuscar os olhos.

Fica lindo e charmoso!

Leia mais: Dicas incríveis para decorar a sua sala

Imagem de escritório ilustrativa para post sobre iluminação do imóvel.

Escritório

Um escritório bem iluminado é sinônimo de produtividade.

Para finalizarmos, nele a gente recomenda o famoso ventilador de teto, que garante frescor para aguentar o calor e o espaço adequado para colocar a lâmpada – a recomendação é que ela também seja forte para iluminar bem o ambiente – em apenas um lugar. 

Na mesa/estação de trabalho, prefira luminárias de mesa ajustáveis, como aquelas com o “braço articulado”. Por serem mais direcionadas, são ótimas para o uso do computador e para leituras de livros!

Se possível, posicione a mesa de trabalho perto de uma janela para aproveitar a luz natural

Só tome cuidado para não ficar contra ela, o que poderia prejudicar a sua visão, e para que ela não fique em cima do computador, o que poderia danificar o equipamento. 

Confira mais dicas de decoração 

Se você já está craque na iluminação do seu empreendimento, tem muito mais dicas de decoração te esperando aqui no blog da Soma!

Continue navegando com a gente e veja nossa página especial com várias delas!