Você sabe o que é uma construtech? A novidade vem mudando o cenário do setor imobiliário.

Saiba mais!

 

Construtech

Nos últimos anos, em todo mundo e no Brasil, novas empresas que buscam resolver problemas por meio de modelos de negócios flexíveis e escaláveis aumentaram significativamente. 

Conhecidas como startups e ancoradas na tecnologia, essas empresas atingiram diferentes setores. E, claro, o ramo da construção civil não ficou de fora.

As construtechs, como são conhecidas essas startups do mercado de construção, encontram soluções inovadoras relacionadas a aluguel, compra e venda de imóveis; orçamentos; prospecção de terrenos; manutenção predial; investimento e crowdfunding; reformas interiores; segurança do trabalho; gestão de materiais; entre outros. 

 

Vantagens 

São muitas vantagens que as construtechs proporcionam ao mercado imobiliário. Uma das principais é quanto a digitalização de processos, que proporciona agilidade e segurança em todos os serviços.

Além disso, essas empresas pretendem diminuir custos operacionais, aumentar a produtividade, elevar a segurança do trabalhador civil e diminuir acidentes causados por falhas nos sistemas. Um exemplo disso é uma inteligência artificial já existente que corrige erros de projetos e previne imprevistos que sensores tradicionais não consegueriam captar previamente.

A construtech, ainda, possibilita maior qualidade nas entregas e, sobretudo, estratégias mais inteligentes, rápidas e precisas. Ou seja, uma forma do mercado imobiliário ter mais assertividade ao lidar com os clientes e se reinventar!

 

Crescimento pelo mundo 

As construtechs no mundo crescem de forma contínua. 

Como efeito de comparação, segundo dados da plataforma PitchBook, em 2008, empresas de capital de risco investiram US$ 4,5 milhões nessas empresas, já em 2017, esse número saltou para US$ 538 milhões. Em 2018, o investimento chegou a US$ 900 milhões. 

São números que, sem dúvidas, provam a força das startups do mercado imobiliário pelo mundo!

 

Construtechs no Brasil 

No Brasil, a Construtech Ventures prova a cada ano o avanço dessas empresas inovadoras no país. 

No último levantamento, em 2019, foi mostrado que já são 500 construtechs brasileiras, sendo a mais famosa a Quinto Andar, uma empresa do setor que alcançou valor de mercado de um bilhão de dólares e foi responsável por desburocratizar o processo de aluguéis. 

Outro bom exemplo é a Aqua, uma construtech de alcance nacional que tem o objetivo de aumentar a conversão nos estandes e plantões de vendas das construtoras imobiliárias.

A Soma recentemente também promoveu um evento sobre o assunto, o meetup “A Era das Construtechs”.

No encontro, que aconteceu na sede da Time-Now Engenharia, em Vitória, estiveram presentes a equipe de Inovação da Soma Urbanismo, a Time-Now Engenharia e a Terracotta Ventures, empresa que também aposta na revolução do setor imobiliário por meio das startups.

 

Relembre neste post!